sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Assumida, vida sumida.

Assumida Vida Sumida

por Maristela Ormond

Assumo riscos, rabiscos, por issos.

Sumo por isso, por aquilo, pelo risco...

Assumo compromissos, missões, pendências.

Sumo com objetos, papéis, documentos.

Assumo o risco de perder.

Assumo pendências, não minhas...

Assumo compromissos omissos.

Sumo no poder de barganha desses compromissos.

Sumo no rabisco que fiz de minha vida.

Sumo no documento que nada identifica.

Sumo nas ideias precoces da criança,

como se uma delas fosse.

Sumo de mim mesma enquanto procuro assumir a vida.


Um comentário:

  1. Maristela... Linda sua poesia, tão leve e sublime, parabéns pela obra poética!

    ResponderExcluir